0

Este homem reencontrou seu primeiro amor anos depois. Mas quando ele viu as filhas dela, percebeu algo terrível.

Liz Dunn tinha apenas 17 anos quando conheceu George Hooker. Ambos estavam na faculdade. Quando ele a viu, ficou imediatamente apaixonado, mesmo tendo levado um tempo para ele reunir coragem para falar com ela. Quando finalmente conseguiu, isso acabaria iniciando não apenas um ótimo relacionamento, mas uma odisseia poderosa e muito surpreendente através dos anos.

Os dois se apaixonaram e passaram dois anos juntos. Mas eles ainda eram muito novos.

Aos 19 anos, Liz percebeu que a universidade não era para ela, então ela se alistou no corpo de Fuzileiros Navais. George só recebeu algumas cartas dela antes de Liz anunciar que tinha conhecido outra pessoa. E com isso, aquele amor puro, simples e jovem chegou ao fim. Ou pelo menos foi o que pareceu por uma década.

A pessoa com quem Liz se envolveu se tornou seu marido e pai de sua filha Sarah. Eles viveram perto de Houston, Texas (EUA), e Sarah passou de um bebê para uma encantadora criança de 3 anos. Quando Liz ficou grávida pela segunda vez, no entanto, o casamento acabou. O pai deixou Liz com sua filhinha e a criança por nascer.

Porém, Liz não estava grávida de apenas uma criança: ela esperava trigêmeas, ou seja, ela teria que criar quatro crianças sozinha. Então, na 23.ª semana, a bolsa dela estourou. Eles conseguiram atrasar o parto por alguns dias, mas, finalmente, três menininhas vieram ao mundo via cesariana. Emma, Sophie e Zoe.

Cada uma das meninas pesava cerca de 450 g. Por serem tão prematuras, a visão delas acabou ficando permanentemente comprometida. Na verdade, as três meninas ficariam completamente cegas.

Durante sua longa estada no hospital, elas também receberam antibióticos para lidarem com outras complicações, mas isso levou à perda de audição. Aos 2 anos de idade, as trigêmeas estariam também totalmente surdas. As meninas de Liz ficaram conhecidas como sendo as únicas trigêmeas cegas e surdas ao mesmo tempo. A escuridão e depois o silêncio.

Logo Liz ficou sobrecarregada.

Não havia como trabalhar agora. Ela tinha que se dedicar em tempo integral a cuidar das crianças, e os prospectos para uma vida confortável ou feliz não eram bons.

Então, do nada, alguém entrou em contato: George. Liz ficou felicíssima… e aterrorizada. O que ele pensaria da situação?

No entanto, George era a mesma pessoa que sempre foi, e ao voltar a ver Liz, se apaixonou de novo. Mas ele não sabia sobre as crianças. Como ele reagiria? Ela estava com muito receio.

Ninguém teria previsto a reação dele com essa família em necessidade: ele decidiu, sem nenhuma hesitação, ficar ao lado de Liz. Ele se tornou um parceiro com as mesmas responsabilidades, criando Sarah e as trigêmeas.

As garotinhas, que agora usam aparelhos auditivos e podem escutar alguns sons, fizeram um progresso muito maior agora que a mães delas tinha um parceiro e aliado que as apoiava.

Veja este documentário comovente e informativo (em inglês), “Through Your Eyes” (“Através Dos Teus Olhos”, em tradução livre), sobre os Hookers e outras famílias que lidam com cegueira infantil:

Que história de amor. A força e dedicação raras que Liz demonstrou como mãe biológica das crianças já é algo inspirador. Adicionado a isso, George, que entrou nessa luta para ficar com ela por escolha própria.

Os dois sempre se preocupam de não estarem fazendo o bastante por suas meninas, mas para qualquer pessoa que possa ver sob uma outra perspectiva, eles estão fazendo um trabalho incrível. O amor e dedicação que eles demonstram apenas sendo quem são diante de um desafio como esse é inspirador.

Fonte: Não Acredito


LEIA TAMBÉM
loading...

O Mundo Aqui