0

Menina faz tatuagem de hena em hotel e agora ela terá uma marca bizarra em seu corpo para o resto da vida.

Madison Gulliver estava de férias com a família no Egito e quis fazer uma tatuagem temporária de henna, no antebraço. O pai autorizou o que pensava ser algo de inofensivo. Pai e filha estavam longe de imaginar as consequências.

Quando chegou a casa, a menina sentiu muita comichão na zona da tatuagem. Os desenhos começaram a infetar e surgiram no seu lugar bolhas muito dolorosas. A criança foi levada ao hospital, onde foi vista por uma equipa especializada em queimaduras, que removeu as bolhas.

Após este primeiro tratamento, Madison ficou com marcas “desde a ponta do dedo até ao cotovelo”, revela Martin Gulliver, pai da menina, citado pelo Daily Mail. As cicatrizes vão ficar para a vida toda.

A queimadura química teve origem num composto chamado para-fenilenodiamina, ou PPD, que é adicionado ao henna para tornar as tatuagens mais escuras, e cujas reações de hipersensibilidade em crianças são já conhecidas.

Martin assume parte da responsabilidade pelo sucedido mas culpa, principalmente, o hotel egípcio pela atitude negligente. “Em certa parte a culpa é minha por não saber os produtos químicos a que a minha filha estava sujeita, mas a culpa é do salão ao utilizar esses produtos em crianças”, referiu. O hotel responsável reagiu à polêmica assegurado que, no futuro, não oferecerá mais tatuagens.

Madison Gulliver está agora em casa a recuperar, e terá de usar uma ligadura durante os próximos seis meses para tentar minimizar as cicatrizes.

Fonte: buzztimes


LEIA TAMBÉM
loading...

O Mundo Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *