0

Após mordida de aranha ele quase teve que passar por uma amputação

Um turista belga, de 69 anos, de férias em Provence, França, escapou por pouco à morte e à amputação. Mordido durante a noite por uma aranha-violino, ele podia ter tido uma dupla amputação.

Esta espécie endêmica do sudoeste da França quase tirou as pernas ao homem, depois de duas mordidas no joelho durante o sono.

Depois de visitar as urgências, ele foi enviado para casa com um tratamento antibiótico, mas a situação não melhora e ele fica com os joelhos em necrose. Assim, a equipa médica começou a assumir o pior ou seja uma dupla amputação das pernas, para evitar que a infecção se espalhasse pelo corpo todo.

A aranha-violino é uma aranha muito discreta, que ataca apenas quando se sente ameaçada. No entanto, o veneno pode destruir os vasos sanguíneos da vítima e por o tecido necrótico numa área localizada, dependendo da dose do veneno secretado. Felizmente, os médicos foram capazes de conter e reduzir a infecção do turista, com um tratamento antibiótico intensivo.

 

Fonte: Vamos La Portugal


LEIA TAMBÉM
loading...

Tifani