0

Essa mulher estava dançando em um baile quando quase morreu e o motivo é ainda mais assustador

Jane Rylance, uma britânica de 52 anos tinha ganho algum peso e, quando tirou os jeans do armário, notou que eles estavam bem mais apertados do que antes. Ainda assim, apesar do desconforto, Jane escolheu usá-los para ir a uma festa. A escolha do jeans skinny acabou sendo um erro muito perigoso.

Durante a noite, Jane dançou bastante e nem desconfiava o que poderia estar acontecendo com as suas pernas, sentiu uma leve perda de consciência e desmaiou. Logo em seguida ela se recuperou, mas resolveu ir para casa.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

Ao acordar na manhã seguinte, ela entrou em pânico ao ver o estado que estava as suas pernas. Elas tinham dobrado de tamanho.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e sapatos

Com medo, ela foi levada ao hospital as pressas e descobriu que o uso do jeans apertado tinha causado danos aos nervos e musculos da sua perna, o nome da doença é Síndrome Compartimental.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

“Os jeans estavam literalmente espremendo a vida das minhas pernas”, disse Jane. “A perna esquerda teve que ser urgentemente aberta para aliviar a pressão nos nervos. Os médicos me disseram que eu estava a apenas uma hora de uma amputação. Eu poderia ter morrido. Foi assustador.”

Ela ainda disse: “Eu só me sinto agradecida por ainda estar viva. Nenhuma moda vale o pesadelo que eu tive que enfrentar. Eu não usarei mais jeans skinny. Eles podem matar e deveriam vir com um alerta de saúde”, diz Jane.

Esse alerta serve para muitas pessoas, tenham muito cuidado com calças muito apertadas por logo tempo de uso. Jane teve que passar por mais três cirurgias para enxertar pele da coxa na parte inferior da perna. Ela sobreviveu, mas as cicatrizes na sua perna sempre serão uma lembrança do proximidade da morte e de que realmente ela esteve muito perto de perdê-las.

 

Fonte: Vamos La Portugal 


LEIA TAMBÉM
loading...

Tifani