0

Com apenas 8 anos o queimam vivo, mas após a morte a verdade vem a tona

Robbie Middleton celebrava o seu 8º aniversário com a sua família e amigos, quando um rapaz de 13 anos destruiu a sua vida. Em 1998 ele foi arrastado para a floresta perto da sua casa em Splendora, no Texas, e foi borrifado com gasolina antes de lhe pegarem fogo.

Ele conseguiu cambalear até casa, mas praticamente 100% do seu corpo estava coberto com queimaduras de 3º grau e os seus pais levaram-no para o hospital.

Gravemente desfigurado, ele foi submetido a mais de 150 cirurgias e enxertos de pele que o permitiram viver uns anos, inspirando outras crianças com deficiências.

As queimaduras de Robbie tornaram-se num cancro agressivo quando ele tinha apenas 20 anos. No leito de morte, Robbie deu indícios, dizendo o nome do seu agressor: Dan Collins.

Nessa altura, Dan já tinha sido absolvido, o crime pareceu sem motivo, mas a declaração de Robbie mudou tudo.

Collins já o tinha levado para a mesma floresta, duas semanas antes, para o violar.

Aos 29 anos, Collins apareceu no seu julgamento por homicídio acidental, mas a pena de morte foi posta de lado dada a sua idade na altura do crime. Em 2001 ele foi também condenado por violação a um rapaz de 8 anos sob ameaça de arma de fogo.

Robbie morreu devido às suas feridas em 2011, a sua família recebeu um acordo de 150 biliões de dólares numa ação judicial contra Collins, o acordo civil mais elevado na história dos Estados Unidos. Quanto a Collins, este passou 40 anos atrás das barras.

 

Fonte: Vamos la Portugal 


LEIA TAMBÉM
loading...

Tifani